top of page

Ainda vale a pena fazer um Team Building?


O Team Building é um conceito bastante em voga que surgiu da necessidade de criar e desenvolver equipas de trabalho cada vez mais coesas e motivadas para os seus objetivos, sendo hoje uma prática habitual de muitas Empresas e Organizações, que realizam, de forma mais ou menos cíclica, este tipo de programas.


Começaram por ser realizados apenas por uma minoria, mas rapidamente estes programas tornaram-se mais comuns e os seus benefícios são evidentes: fomentam o hetero-conhecimento das suas pessoas, facilitam a partilha de ideias, reforçam mensagens corporativas como os valores da empresa e permitem juntar diferentes departamentos, funções e níveis hierárquicos, de forma informal e descontraída, num dia único e que se pretende que seja inesquecível.


Porém, nem tudo é um mar de rosas.


Desde que o conceito se tornou popular e aumentou a procura por este tipo de programas, naturalmente, surgiram pessoas e ofertas pouco qualificadas, que ao longo dos anos foram descredibilizando o próprio conceito. Todos conhecemos pessoas que já participaram em programas que foram “uma chachada”, “joguinhos sem sentido”, ou “brincadeiras onde se ganha sempre” e que não acrescentam nada.

É por isso que, atualmente, existem muitas resistências a este tipo de programas…

Afinal, ainda vale a pena fazer um Team Building?

Sim, claro que vale a pena!...desde que seja um programa de qualidade, à medida da sua equipa e que seja uma mais-valia humana e corporativa, isto é, que seja uma boa experiência para as pessoas que participam e que permita à organização que representam dar passos em frente nos seus processos.


É nisto que a Método - Formação, Team Building e Consultoria se foca: em criar programas que sejam uma agradável surpresa e uma mais-valia!


Porquê? Porque acreditamos nas pessoas, no talento e na competência que se potenciam quando as pessoas trabalham em equipa. É isso que desafiamos os participantes nos nossos programas a fazerem: trabalharem em equipa e superarem desafios, que são exigentes e que têm sempre uma ligação com o seu trabalho diário.


Como? Através de formatos competitivos ou colaborativos, em contextos tão diversos como outdoor, teatro, artes ou cozinha, entre muitos outros. Sempre que possível, adaptamos os desafios ao setor de atividade dos clientes e envolvemos todas as pessoas: mais jovens, mais experientes, chefias e estagiários, todos participam, todos são importantes, todos integram equipas.


Já organizou ou poderá vir a organizar um programa destes? Para que possa escolher um programa de Team Building que seja uma mais-valia, partilho algumas dicas importantes:


1. Se está à procura de um prestador de serviço, peça recomendações junto de colegas ou amigos que já tenham realizado este tipo de programas e pergunte como correu, o que sentiram as pessoas, se o formato foi adequado, etc.


2. Procure saber com quem já trabalharam as empresas que vai contactar e se o fizeram mais que uma vez. Há muitas empresas que parecem ter grandes carteiras de clientes, mas com quem trabalharam há vários anos e só uma vez porque não atingiram os objetivos a que se propuseram. Se assim entender, peça o contacto de alguém nessas empresas com quem possa validar essas informações.


3. Analise a disponibilidade do prestador de serviço para reunir consigo, escutar o seu briefing, coloque questões, esclareça cenários prováveis e improváveis, esclareça tudo o que for preciso – isso vai ajudar a perceber a experiência de quem está lo outro lado.


4. Valorize as empresas que cumprem prazos e orçamentos, desde a apresentação da proposta até aos preparativos do programa. São duas variáveis importantes e que revelam o profissionalismo do seu prestador.


5. Por fim, procure perceber quem são realmente os organizadores e dinamizadores do programa. Há muitas empresas que se vendem associadas ao mediatismo da pessoa X ou Y mas na realidade são outras pessoas a assegurar o programa, defraudando as expectativas. Não compre gato por lebre

Se reviu nestas linhas alguns dos cuidados mais importantes na preparação de um programa de Team Building, e procura um parceiro nesta área, teremos todo o gosto em ajudar.


Se conhece alguém a quem este texto possa interessar, partilhe: essa pessoa ficará grata!


Quanto a nós, voltaremos aqui em breve com um novo tema.


Bom trabalho!

1 visualização0 comentário

Comments


bottom of page